Emancipação feminina é tema de espetáculo de dança que chega à região Oeste do Paraná
21 de setembro de 2022

Para a arte, é impossível avançar sem olhar para trás: essa é a proposta de “Dois Olhares”, espetáculo de jazz contemporâneo da EF Jazz Company de Curitiba, com coreografia de Eliane Fetzer, que agora circula por cidades do Paraná, com menos de 20 mil habitantes. O trabalho, que lança um olhar investigativo sobre a revolução da mulher nos anos 1920, chega de 23 a 25 de setembro à região Oeste do Paraná (veja no serviço).

A década em questão foi um tempo de mudança de valores, libertação da mulher e efervescência cultural. O jazz ganhou popularidade, marcado pela improvisação musical e, no Brasil, a Semana de Arte Moderna e a inovação industrial marcavam uma grande revolução. A coreógrafa e diretora Eliane Fetzer conta que, para “Dois Olhares”, realizou um recorte da emancipação feminina do período, enfocando a entrada no mercado de trabalho, o direito ao voto e a recusa ao casamento arranjado, entre outros marcos.

Em “Dois Olhares”, esse contexto se materializa em cena nos corpos de 14 bailarinos e bailarinas que enfocam as dificuldades vividas pela mulher em seu processo de emancipação. “No cenário, uma poltrona vermelha sinaliza ambientes ora reprimidos, ora noturnos, onde a mulher está presa ou iniciando um percurso de libertação”, explica Eliane. “Também trazemos pérolas como símbolo da riqueza e de um poder de encantamento dessas mulheres, chegando até questões sociais atuais, como a própria quebra de paradigmas da masculinidade.”

A circulação pelo interior do Paraná leva o espetáculo a nove cidades com pouco acesso a produções culturais autorais. A regionalização proposta pelo projeto inclui aulas e estudos coreográficos ministrados pelos bailarinos da companhia para alunos de dança selecionados nos locais, e também conta com a participação destes na abertura do espetáculo. “Essa foi uma forma de estimular a produção artística de outras regiões, proporcionar novas experiências e aprimoramento técnico aos professores e estudantes de dança e democratizar o acesso às artes”, explica a coordenadora da BPC Produções, Simone Bönisch.

Projeto aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura | PROFICE da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura. Apoio: COPEL.

SERVIÇO

“Dois Olhares” - Espetáculo de jazz com a EF Jazz Company. Coreografia de Eliane Fetzer. Entrada franca.

Programação:

Itapejara D’Oeste - Dia 23 de setembro, às 19h45 - Casa da Cultura (R. Santos Dumont, 80 – Centro)

Boa Esperança do Iguaçu - Dia 24 de setembro, às 19h30 - Centro Social da Matriz Nossa Senhora Aparecida (Av. Vereador Valmir Antônio Alexandre, s/nº - Centro). Com a participação do Grupo de Dança do Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Cruzeiro do Iguaçu - Dia 25 de setembro, às 19h - Centro Cultural Daniel Túrmina Junior (Av. 13 de Maio, 906 – Centro). Com a participação do Grupo Municipal Cruzeiro do Iguaçu.

Fotos: https://www.dropbox.com/sh/hudr5ukteua7hxt/AABbSyr6TjQaV-HxNJEQ6uEMa?dl=0
Crédito: Juliano Peçanha/Divulgação

Vídeo
https://www.dropbox.com/sh/0yadqrxblti5lqx/AADoIOharoOidKf7wpRw1-Vqa?dl=0


Ficha Técnica:

Direção e Concepção Coreográfica: Eliane Fetzer

Criação de iluminação: Edson Rolin

Projeto musical: Bruno Gomes

Ensaios: Eliane Fetzer

Elenco: Amanda Fetzer, Beatriz Gotti, Cleiton Martins, Erickson Oliveira, Gabriela Trianoski, Guilherme Dalazuana, Jana Maria, Jean Afonso, Jéssica Berlando, Jordano Berlando, Julia Meirelles, Lais Cristina Oliveira e Vinicius Ribas

Diretor de Produção: Jorge Schneider

Coordenação geral: Simone Bönisch

Realização: Eliane Fetzer Centro de Dança

Produção: BPC Produções Culturais


BPC Produções - A Bönisch Produções Culturais foi criada em outubro de 2017 pela produtora cultural Simone Bönisch. A empresa atua na elaboração, execução, produção, gerenciamento e consultoria de projetos culturais e iniciativas artísticas socioeducacionais. Desde a sua fundação, vem atuando na coordenação e produção dos projetos: Brasil x Israel (intercâmbio cultural entre artistas da dança contemporânea brasileira e israelense), Vilosidade (trabalho solo em dança contemporânea da artista Lívea Castro aprovado no Edital da Área da Dança – Solar 2018), Vário (espetáculo de dança-música aprovado no Edital de Mecenato Subsidiado da Fundação Cultural de Curitiba), Autorretrato (projeto de Cayo Vieira que usa a fotografia em intervenções psicoterapêuticas no tratamento de adolescentes internos no Hospital San Julian), Do Avesso (iniciativa da Nó movimento em rede, contemplada pelo Prêmio Festival Funarte Acessibilidança Virtual 2020) e Batucando (proposto por Diandra Minatti e aprovado no PROFICE, para a formação de uma orquestra de percussão com crianças da cidade de Ipiranga).

 
Av. 13 de Maio, 906 - Centro
CEP:85598-000
Fone:(46) 3572-8000

fale@cruzeirodoiguacu.pr.gov.br
www.cruzeirodoiguacu.pr.gov.br
2022 - Todos os direitos reservados
 
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual